de olho no mensalão

pelo Movimento 31 de julho

O mensalão e as urnas

2 Comentários

NOSSA OPINIÂO

O resultado das eleições municipais é um recado claro de que a sociedade está deixando de ser complacente com o modelo perverso de fazer política que se tornou hegemônico nos últimos anos, baseado na corrupção, no aparelhamento do estado, na troca de favores, na compra de apoio político e na traição às idéias e compromissos apregoados nas campanhas. Talvez não se possa dimensionar o efeito do julgamento do mensalão sobre o resultado do pleito, mas é certo que a sociedade começa a dar um basta à corrupção e à impunidade.

Chama atenção o resultado de São Paulo, capital, uma vez que pesquisa realizada meses atrás naquela cidade colheu que “45% dos eleitores votariam em qualquer candidato indicado pelo ex-presidente Lula”. Os votos em Haddad não confirmaram a pesquisa e a exagerada abstenção dos eleitores também fugiu às expectativas. Também merece registro que a máquina governamental, suportada pela distribuição de cargos, bolsas e promessas, não tenha eleito a maioria esmagadora dos prefeitos. Muito pelo contrário, o PT perdeu em capitais importantes e o resultado geral demonstra uma grande pulverização do poder municipal entre diversos partidos.

Fiel ao seu compromisso de apartidarismo, o Movimento 31 de Julho não recomendou, nem rejeitou qualquer candidato, partido ou coligação. Esse posicionamento não deve ser entendido como aversão ou indiferença à política. Muito pelo contrário, somos defensores da participação cada vez mais crescente e consciente dos cidadãos na escolha de seus dirigentes. Somos apóstolos da emérita conclamação, sobretudo aos jovens, feita pela ministra Carmen Lúcia durante o julgamento do mensalão. Nossa convicção é que não é a política que faz os corruptos. É o voto leviano e irrefletido que faz do corrupto, político.

Inicio

Anúncios

Autor: deolhonomensalao

O MOVIMENTO 31 DE JULHO é o responsável por este blog. Desde meados de 2011 o movimento vem organizando e participando de manifestações contra a corrupção e a impunidade, tais como: passeatas, comícios e também ações na Internet, realizadas em conjunto com outros grupos do Rio de Janeiro e de todo o Brasil. Promoveu o abaixo-assinado – SOS_ STF- pelo julgamento do Mensalão, o Troféu Algemas de Ouro e a Campanha do Pega Ladrão. Vem contribuindo para causas vencedoras, como o reconhecimento da constitucionalidade da Lei da Ficha Limpa, a confirmação do poder do CNJ de investigar e punir irregularidades no Judiciário e a confirmação do julgamento do Mensalão, a maior conquista da sociedade contra a impunidade.

2 pensamentos sobre “O mensalão e as urnas

  1. Gostei. Boa análise. A sociedade clama por uma educação mais eficiente, mais preocupada com a formação pública. Enquanto os chefes do poder pouco se movem para que isso mude. Afinal, do jeito que está está ótimo, se mudar, alterar – o que significa melhorar –, piora para eles.