de olho no mensalão

pelo Movimento 31 de julho

Benefícios colaterais do Mensalão

NOSSA OPINIÃO

Tido como dublê de juiz e advogado dos mensaleiros, Lewandowski tirou de vez a máscara ao pinçar do relatório final da CPMI dos Correios que a “tão comentada viagem a Portugal, envolvia interesses do Opportunity”, e acrescentar que “além de interesses privados também envolvia outros mensalões, de outros estados”.

Faltou citar por comprometedora conveniência que, no mesmo documento consta que toda negociação foi coordenada por Dirceu, enxotado por Lula da Casa Civil justamente pelo feito. 

Atitudes como esta, levaram o ministro J. Barbosa, em recente discussão com aquele, a solicitar que “se deixasse de fazer vista grossa aos autos” e “se deixasse de hipocrisia”. O fato gerou críticas ao destemido ministro, por passar dos limites diante da liturgia do cargo e da corte, inclusive de cronistas que também criticam a falta de coerência e discrepâncias gritantes nos votos de Lewandowski, como, p. ex., absolvição de João Paulo Cunha e condenação de Waldemar da Costa Neto, acusados do mesmo delito nas mesmas circunstâncias. 

Confusos, fomos ao Aurélio. Hipocrisia: fingimento de ideias ou de opiniões apreciáveis.

PC Farias, na CPI, afirmou aos parlamentares: somos todos hipócritas! Sabia com quem estava falando.

Inicio

Anúncios

Autor: deolhonomensalao

O MOVIMENTO 31 DE JULHO é o responsável por este blog. Desde meados de 2011 o movimento vem organizando e participando de manifestações contra a corrupção e a impunidade, tais como: passeatas, comícios e também ações na Internet, realizadas em conjunto com outros grupos do Rio de Janeiro e de todo o Brasil. Promoveu o abaixo-assinado – SOS_ STF- pelo julgamento do Mensalão, o Troféu Algemas de Ouro e a Campanha do Pega Ladrão. Vem contribuindo para causas vencedoras, como o reconhecimento da constitucionalidade da Lei da Ficha Limpa, a confirmação do poder do CNJ de investigar e punir irregularidades no Judiciário e a confirmação do julgamento do Mensalão, a maior conquista da sociedade contra a impunidade.

Os comentários estão desativados.