de olho no mensalão

pelo Movimento 31 de julho

O Mensalão e a punição exemplar: cadeia!

NOSSA OPINIÃO

Depois de ter seus clientes condenados por unanimidade é compreensível que os advogados medalhões fiquem desapontados e com gosto amargo na boca. Mas nada justifica que se achem no direito de desqualificar o julgamento com alegações esdrúxulas relativas a supostos erros de interpretação (?) e desrespeito aos direitos fundamentais (?). Unanimidade em erro de interpretação? Unanimidade no desrespeito aos direitos fundamentais? Ora, nos poupem. Insistir nisso é até deselegante, para dizer o mínimo. A sociedade tem acompanhado par e passo as sessões e os debates pela TV e está plenamente convencida da seriedade e competência dos ministros. Concordamos com essas sentenças – muito bem fundamentadas. Como reverte-las? Portanto, há de se ter classe e saber perder de cabeça baixa.

Sem dúvida, em se tratando de réus poderosos, ninguém esperava todas essas condenações, especialmente, essa unanimidade. É inédito no país. O que nos coloca em uma situação inusitada: depois de tantas conquistas inesperadas, agora temos o que perder!

Há tensão no ar. Definitivamente, não é momento para relaxar. A população acredita, está mais alerta, tenta desvendar as estratégias dos réus e se antecipar aos acontecimentos. A expectativa é extremamente positiva, estamos mais confiantes e queremos que as punições sejam exemplares. Cadeia aos condenados!

Inicio

Anúncios

Autor: deolhonomensalao

O MOVIMENTO 31 DE JULHO é o responsável por este blog. Desde meados de 2011 o movimento vem organizando e participando de manifestações contra a corrupção e a impunidade, tais como: passeatas, comícios e também ações na Internet, realizadas em conjunto com outros grupos do Rio de Janeiro e de todo o Brasil. Promoveu o abaixo-assinado – SOS_ STF- pelo julgamento do Mensalão, o Troféu Algemas de Ouro e a Campanha do Pega Ladrão. Vem contribuindo para causas vencedoras, como o reconhecimento da constitucionalidade da Lei da Ficha Limpa, a confirmação do poder do CNJ de investigar e punir irregularidades no Judiciário e a confirmação do julgamento do Mensalão, a maior conquista da sociedade contra a impunidade.

Os comentários estão desativados.