de olho no mensalão

pelo Movimento 31 de julho

Rosa Weber e o mensalão – acachapante

2 Comentários

NOSSA OPINIÂO

De tirar o chapéu o rumo do julgamento do mensalão. Quem poderia imaginar que a Corte iria abraçar essa “missão” com tanta coragem e acachapante determinação! Pois hoje uma poderosa dona de banco foi condenada por unanimidade –  quem diria.

É claro que nem tudo é perfeito, há divergências. Mas faz parte. Afinal, não se pode dizer que não houve contraditório. Houve. O que mostra que outras hipóteses são discutidas e que o debate tem sido profundo e sério. Os ministros se apresentam muito preparados e fundamentam bem todas as suas decisões, jogando por terra alegações tendenciosas, que obviamente partem dos condenados, de que ”garantias fundamentais que existem há décadas estariam se enfraquecendo” colocando em risco a legitimidade do próprio julgamento. Não é o caso – a transparência impera e se garante.

Especialmente preparada e, portanto, influente está a ministra Rosa Weber. Sabe-se que ela conta com a assessoria de um profissional especializado em lavagem de dinheiro. Considerando a qualidade do seu voto, sua colocação suave e tranqüila, e posicionada logo depois do relator e do revisor, a ministra é a primeira a votar e acaba por influenciar a todos.

Rosa Weber aparenta ser um “biscuit”. Ledo engano. Interiormente é uma grande mulher. Sorte nossa!

Inicio

Anúncios

Autor: deolhonomensalao

O MOVIMENTO 31 DE JULHO é o responsável por este blog. Desde meados de 2011 o movimento vem organizando e participando de manifestações contra a corrupção e a impunidade, tais como: passeatas, comícios e também ações na Internet, realizadas em conjunto com outros grupos do Rio de Janeiro e de todo o Brasil. Promoveu o abaixo-assinado – SOS_ STF- pelo julgamento do Mensalão, o Troféu Algemas de Ouro e a Campanha do Pega Ladrão. Vem contribuindo para causas vencedoras, como o reconhecimento da constitucionalidade da Lei da Ficha Limpa, a confirmação do poder do CNJ de investigar e punir irregularidades no Judiciário e a confirmação do julgamento do Mensalão, a maior conquista da sociedade contra a impunidade.

2 pensamentos sobre “Rosa Weber e o mensalão – acachapante

  1. Muito bom o incentivo ao bom desempenho dos ministros no “Mensalão”. Nada como o reconhecimento da sociedade civil para mostrar que além de apontar erros, ressalta as condutas corretas e justas. Eu não teria colocado que o voto da ministra Weber ou de qualquer outro influencia os votos dos demais. Penso que foi inábil ressaltar esse ponto, mesmo que seja verdadeiro. Abraços a todos do MOVIMENTO 31 DE JULHO na Opinião expressa hoje no deolhonomensalao.
    Thaïs Oliveira

    • Rosa Weber tem uma história curiosa. Ela vem da área trabalhista, que é muito restrita, e não se apresentou bem na sabatina do Senado – não respondeu a várias perguntas. No entanto, se comprometeu a estudar para assumir a altura tal responsabilidade.
      E foi o que fez, um processo de superação. Ao reconhecer a fraqueza, ela se preparou. Neste caso ainda contratou um especialista em crimes financeiros para assessora-la. Por fim, acabou por ter um desempenho exemplar, sempre traz uma observação nova.
      Outros ministros, a maioria, também tem desempenhos igualmente bons, mas como ela é a primeira a falar e faz observações bem fundamentadas, indiscutivelmente “direciona” o raciocínio de todos.
      Como tudo na vida, o sucesso do julgamento do mensalão conta com uma conjunção de fatores, tais como a vontade e o brilhantismo do Ayres Britto e do Joaquim Barbosa, esse episódio da Rosa Weber, o preparo da midia, as redes sociais estarem tão ativas, os movimentos anticorrupção terem se fortalecido desde o ano passado etc etc. A hora é essa.