de olho no mensalão

pelo Movimento 31 de julho

Será que as bruxas existem ?

3 Comentários

NOSSA OPINIÃO

Enquanto especialistas e autoridades no mundo jurídico se perguntam até onde o julgamento do mensalão impactará o exercício do direito no Brasil e, por via de consequência, também as faculdades e todo o ambiente acadêmico responsável pela formação dos advogados e seus posteriores aprofundamentos no saber jurídico, em face do posicionamento dos ministros do STF na presente ação penal a que alguns analistas se referem como direito moderno e, simultaneamente, das condenações até aqui consolidadas, restam indubitáveis as práticas de corrupção passiva, peculato e lavagem de dinheiro do deputado João Paulo Cunha, já codenado pela Suprema Corte.

Para surpresa maior, eis que o presidente da Câmara de Deputados, dep. Marco Maia, vem a público defender que o recém-condenado e seu antecessor na mesma cátedra, para perder a função parlamentar ainda depende de procedimento burocrático da Assembleia, colocando em xeque a decisão soberana do STF.

Não cremos em bruxarias, mas, com todo respeito, sugerimos um banho de arruda na cadeira do presidente da Câmara.

Anúncios

Autor: deolhonomensalao

O MOVIMENTO 31 DE JULHO é o responsável por este blog. Desde meados de 2011 o movimento vem organizando e participando de manifestações contra a corrupção e a impunidade, tais como: passeatas, comícios e também ações na Internet, realizadas em conjunto com outros grupos do Rio de Janeiro e de todo o Brasil. Promoveu o abaixo-assinado – SOS_ STF- pelo julgamento do Mensalão, o Troféu Algemas de Ouro e a Campanha do Pega Ladrão. Vem contribuindo para causas vencedoras, como o reconhecimento da constitucionalidade da Lei da Ficha Limpa, a confirmação do poder do CNJ de investigar e punir irregularidades no Judiciário e a confirmação do julgamento do Mensalão, a maior conquista da sociedade contra a impunidade.

3 pensamentos sobre “Será que as bruxas existem ?

  1. Um outro membro do PT (agora me foge qual) afirmou que a condenação do João Paulo Cunha era a prova de perseguição daqueles que perderam 3 eleições seguidas…
    Todas essas são mostras que ainda é necessário muito amadurecimento das nossas instituições.
    Comentários absurdos…