de olho no mensalão

pelo Movimento 31 de julho

Apostas na impunidade

NOSSA OPINIÃO

Assim como logo após o acidente do avião da TAM em Congonhas, todo brasileiro discutia sobre “groove” e “reverso”, o mesmo ocorre atualmente sobre preclusão, prescrição, competência de foro, etc., nas conversas cujo tema é, obviamente, o julgamento do mensalão. As argumentações dos neo-especialistas em doutrina jurídica e jurisprudência na realidade são palpites ou manifestação de suas vontades.

De concreto, no primeiro dia, foram nítidas as apostas na impunidade, com tentativas de protelar ao máximo o julgamento, muitas delas também reprováveis quanto à maneira como foram tentadas.

Ratificando a expectativa de que a defesa dos mensaleiros perseguiria à exaustão a tentativa de retardamento do julgamento, em face da iminência de aposentaria de alguns ministros,  a mais imediata do ministro Peluzo, no início de setembro, seguida de Ayres Brito até o final de 2012, o ex-ministro de Justiça do governo Lula – Márcio Thomaz Bastos – reapresentou o pedido de desmembramento do processo, retirando do STF o julgamento dos réus sem privilégio de foro.

Como de vezes anteriores, o pedido foi negado, desta vez por 9 votos a 2. Mas a manobra consumiu quase todo o primeiro dia do cronograma previsto, desnecessariamente.

Vale destacar a brilhante atuação dos ministros Joaquim Barbosa e Ayres Britto. Mas e o Toffoli, continua?

Este julgamento promete. E merece a atenção de todos os brasileiros.

Inicio

Anúncios

Autor: deolhonomensalao

O MOVIMENTO 31 DE JULHO é o responsável por este blog. Desde meados de 2011 o movimento vem organizando e participando de manifestações contra a corrupção e a impunidade, tais como: passeatas, comícios e também ações na Internet, realizadas em conjunto com outros grupos do Rio de Janeiro e de todo o Brasil. Promoveu o abaixo-assinado – SOS_ STF- pelo julgamento do Mensalão, o Troféu Algemas de Ouro e a Campanha do Pega Ladrão. Vem contribuindo para causas vencedoras, como o reconhecimento da constitucionalidade da Lei da Ficha Limpa, a confirmação do poder do CNJ de investigar e punir irregularidades no Judiciário e a confirmação do julgamento do Mensalão, a maior conquista da sociedade contra a impunidade.

Os comentários estão desativados.